Tudo o que o design pode fazer por minha empresa

O design é uma prática empresarial e uma área do saber que tem, dentre suas principais funções, criar diferenciação na comunicação das marcas. Seja através da comunicação visual ou de experiências.

Algumas empresas utilizam tão bem o design que passam a ser reconhecidas principalmente pelo estilo visual de suas manifestações de marca.

O termo design é extremamente amplo e significa uma série de coisas como: projeto, desenho, forma e função.

No âmbito do marketing, as derivações mais conhecidas do design são: design gráfico, design de produto, design de embalagemUI design e UX design.

Diferença entre design e designer

Antes de explicar cada um dos termos, entenda a diferença entre o resultado do trabalho e o profissional que o executa.

O profissional é o DESIGNER, e o material, resultado do trabalho deste profissional é o DESIGN. Não confunda. É muito comum ouvir “ah, que legal, você faz designer?”. Não, a pessoa não faz designer, ela faz design.

Ou ainda “meu primo é design, ele que fez a logo da empresa do meu pai“. Não, se o seu primo é designer mesmo, foi ele quem fez o design do logotipo.

Design Gráfico

Tipografia: a escolha da letra que vai ser utilizada em uma sinalização é uma das funções do designer gráfico.

É a área do design que cuida da comunicação visual, seja ela impressa ou digital. Entre as principais preocupações do designer gráfico estão a escolha de:

  • cores
  • tipografia
  • formas
  • imagens
  • formatos

Estes 5 elementos podem ser manipulados e combinados de inúmeras maneiras, dando origem a sites, logotipos, materiais promocionais, sistemas de identidade visual, entre outras aplicações.

Design de Embalagem

O design de embalagem envolve, desde o rótulo, até o próprio formato dos recipientes que armazenam produtos de consumo.

O design de embalagem envolve pensar em toda a experiência de venda, transporte, armazenagem e consumo.

No supermercado você se depara com embalagens em praticamente todos os produtos, com algumas poucas exceções (legumes, frutas e verduras).

O designer que trabalha com embalagem precisa entender de comportamento do consumidor e da dinâmica do varejo, porque praticamente todas as decisões de compra (de marca e produto) são tomadas dentro do próprio ambiente do supermercado.

Por isso, a embalagem tem sido cada vez mais valorizada dentro das estratégias empresariais.

Sem falar que, embalagens novas, mesmo que sejam de produtos antigos, normalmente fazem as vendas aumentarem. As pessoas se sentem atraídas por embalagens novas, querem experimentar o produto pra ver se mudou algo.

Tanto que, alguns rótulos vem destacado “nova embalagem”. Racionalmente, qual o sentido disso? Nenhum. Mas, emocionalmente, essa pequena frase se conecta com o consumidor e faz ele querer experimentar.

Se a sua empresa vende algum produto com embalagem, comece agora mesmo a cuidar melhor do design das embalagens.

Tem também o uso da embalagem como mídia, onde você pode anunciar outros produtos da mesma marca, pode informar o consumidor como utilizar melhor aquele produto, pode direcioná-lo para um site específico, enfim, dá pra usar a embalagem como canal de comunicação direta com o consumidor e tirar proveito disso.

UI Design

UI é a sigla para o termo em inglês User Interface. Sites, aplicativos, landing pages, tela de autoatendimento, caixa eletrônico, todas as plataformas digitais que são utilizadas por alguém para realizar alguma operação precisam de um designer de interface.

Um dos programas mais utilizados para projetar interfaces é o Figma.

A interface refere-se à tela onde tem as instruções, informações e botões de interação. Existe muita ciência para projetar interfaces.

A interface é a mediação entre um sistema e o usuário deste sistema.

Um dos principais objetivos ao projetar uma interface é que ela seja amigável, fácil de usar e intuitiva, ou seja, que possa ser entendida com pouca ou nenhuma explicação.

Para isso, é fundamental que o designer conheça as convenções de usabilidade, ou seja, padrões que são amplamente utilizados e que, por isso, necessitam de pouca ou nenhuma explicação para que o usuário possa navegar.

Quer um exemplo disso? Se tivermos um botão azul e um vermelho, qual deles você acha que é o de excluir? Exatamente, pensou certo. O vermelho já é uma cor associada à exclusão, apagar, deletar, enviar para a lixeira. Já o azul e o verde, são muito comuns para botões de confirmação, de entrar, fazer login, adicionar etc.

O designer que trabalha com UI design deve se preocupar também com as palavras utilizadas nos botões, a localização dos botões, as cores, o tamanho dos textos, o posicionamento de cada elemento (imagem, ícones, animações) sempre considerando as características do negócio e do público que será o usuário do sistema.

UX Design

Já a sigla UX vem do termo em inglês User eXperience e tem se tornado uma área com crescimento muito acelerado nos anos recentes.

Isso porque essa área mistura o design de interface com a experiência total do usuário de sistemas digitais. Não só digitais, mas principalmente.

Dentre os primeiros passos para projetar experiências está o desenho de fluxos: onde a experiência começa, as possibilidades e onde termina.

O designer de UX vai se dedicar principalmente às pesquisas para entender o usuário. Depois, vai organizar essas informações e distribuir aos responsáveis pelas etapas que envolvem um sistema. Tudo isso para proporcionar uma experiência de uso cada vez melhor.

Empresas tem investido verdadeiras fortunas em UX Design com o objetivo de tornarem-se as melhores em seus setores.

Com o usuário sendo atendido de forma satisfatória ou encantadora, ele acaba permanecendo mais tempo com a marca e isso resulta em mais receitas para a empresa (maior LTV).

E então, você já está fazendo uso estratégico do design na sua empresa?

Bom, agora que você conhece um pouco mais sobre design, consegue começar a considerar a utilização do design em várias áreas da sua empresa.

O design de uma identidade visual bem projetada atrai as pessoas pelo olhar. Muitos consumidores experimentam um produto ou serviço pela primeira vez atraídos pelo design, pelas cores, pela forma visual de se comunicar das marcas.

Se você está em dúvida se deve investir ou não em design, olhe para as maiores marcas do mundo e pense que elas não chegaram lá para investir em design. Eles investiram em design e chegaram lá.

Simples assim.

One thought on “Tudo o que o design pode fazer por minha empresa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *